Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2020

Uma meditação para controlar o TOC

Imagem
Estudo mostra que técnicas de meditação da Kundalini Yoga podem ser tão eficazes quanto remédio ou terapia frente ao transtorno obsessivo-compulsivo Meditação Kundalini Yoga é testada com sucesso em pacientes brasileiros com TOC. (Ilustração: Pedro Piccinini/SAÚDE é Vital) Imagine sair do psiquiatra com a seguinte prescrição: “ Meditar  uma vez ao dia, durante uma hora. Uso contínuo”. Que lhe parece? Coisa do passado? Ou fantasia do futuro? Pois um estudo realizado pelo  Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo  (USP), em parceria com pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, além de outras instituições americanas e brasileiras, acaba de mostrar que essa pode ser uma ótima recomendação para os tempos atuais. O trabalho,  recém-publicado na prestigiada revista acadêmica  Frontiers in Psychiatry , constatou que pessoas com  transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)  de moderado a grave tiveram uma redução de 40% nos

Mães estão aderindo cada vez mais à opção de trabalhar em home-office

Imagem
O trabalho home-office trouxe a comodidade para a mulher ser mãe e profissional sem sair de casa. (Arquivo Blasting News) Trabalhar de casa virou tendência forte entre as mães após a licença-maternidade. Hoje em dia o trabalho em home-office tem sido uma opção muito procurada, principalmente por mães, devido à comodidade de poder trabalhar em casa. Afinal, o retorno da licença-maternidade não é uma tarefa fácil para elas. A rotina afetiva criada durante meses com o bebê, de repente é rompida pela necessidade de ter que voltar ao emprego. Sendo assim, o home-office se tornou uma forma de poder continuar sendo uma mãe presente, sem abrir mão da carreira. Saber conciliar os dois pontos é importante, foi o que constatou a pesquisa da rede social Linkedin, feita em 13 países, incluindo o Brasil, onde mostrou que 63% das mulheres definiram que o sucesso na carreira é tão importante quanto o sucesso na vida pessoal. O que é trabalho home-office? Este

Benefícios do exercício físico no desenvolvimento cognitivo do autista

Imagem
A prática de exercícios físicos é reconhecida por promover saúde e qualidade de vida da população, da criança ao idoso. Estudos têm apontado para benefícios de atividades para o desenvolvimento cognitivo da pessoa com espectro do autismo. A inclusão de esportes, exercícios e outras atividades físicas podem ser considerados um complemento às terapêuticas tradicionais estabelecidas, por apresentarem impacto na melhora de sintomas, comportamentos e qualidade de vida do autista. O exercício pode ajudar a evitar o ganho excessivo de peso ou ajudar a mantê-lo, o que pode contribuir para reduzir o índice de obesidade nas pessoas com espectro do autismo. A atividade física estimula vários pontos cerebrais que podem auxiliar o autista a sentir mais feliz e motivado. O exercício fornece o oxigênio e os nutrientes aos tecidos do organismo e ajuda o sistema cardiovascular a trabalhar melhor. Com isso contribui para a disposição do autista. Um  estudo que avaliou crianças com autismo na n

90% dos trabalhadores querem trocar de emprego, aponta pesquisa

Imagem
Foto Adilton Venegeroles/Ag. A Tarde Uma pesquisa da Catho mostrou que 90% dos trabalhadores desejam trocar de emprego em 2020. Seja pela busca por uma melhor condição financeira, ou querer mudar o segmento de atuação, até a melhora da qualidade de vida, o fato é que os 2,7 mil respondentes da pesquisa que estão trabalhando, parte da amostra de 9,3 pessoas, indicaram querer uma mudança no novo ano. A Catho, empresa responsável pela pesquisa, é uma plataforma que conecta empresas e candidatos em busca de emprego. Apesar da vontade de mudar de emprego várias são as razões dadas pelos entrevistados para continuar no trabalho em que já estão, como: 50% das respostas apontaram muita concorrência como motivo, 29% não ter um currículo competitivo, 20% o receio em perder a estabilidade, 14% o receio em perder os benefícios, e 13,5% o medo de arriscar. Ainda que com um receio inicial Bárbara Affonso mudou de profissão duas vezes. Insatisfeita com seu emprego de jornalista, mudou para a A

Curiosidades: Ano Bissexto

Imagem
Acrescenta-se um dia ao mês de fevereiro Ano bissexto é aquele que possui um dia a mais que os anos normais. Tal diferenciação foi criada em 238 a.C. no Egito, mais especificamente em Alexandria quando acrescentaram um dia a mais no calendário, mas somente foi adotado em 45 a.C., em Roma, através do imperador Júlio César. O objetivo da criação do ano bissexto é alinhar o calendário atualmente utilizado com o ano solar, ou seja, com o movimento de translação, onde a Terra gira em torno do Sol. Enquanto o calendário atual se finda em 365 dias, o calendário solar termina em 365 dias e 6 horas, o que faz com que haja um desarranjo que necessita de adaptação para funcionar em harmonia. Dessa forma, a cada quatro anos o mês de fevereiro ganha um dia a mais para compensar tal desarranjo. Para calcular os anos bissextos, utilizam-se tais regras: - A cada quatro anos há um ano bissexto. - São bissextos todos os anos múltiplos de 400. - Não são bissextos os anos múltiplos de 100. Tais regras