Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

Projeto premiado ajuda alunos a alcançar o autoconhecimento

Imagem
A professora Marta de Moura Nunes Dias, da Escola Municipal Professora Maria Ienkot Zeglin, em Curitiba, é uma entusiasta do uso de projetos em sala de aula. Principalmente pela possibilidade que eles oferecem de integrar diversos conteúdos em atividades apreciadas pelas crianças e que contribuem para a formação do caráter. Com graduação em curso normal superior e pós-graduação em educação infantil, Marta trabalha na rede pública de ensino de Curitiba desde 1999; na escola atual, desde 2007.

Com o projeto Eu Sei Quem Eu Sou, de Onde Eu Venho, para Onde Eu Vou, um dos ganhadores da quinta edição do Prêmio Professores do Brasil, Marta quis proporcionar o autoconhecimento a cada criança de sua turma de educação infantil. Uma forma de elas descobrirem seus pontos positivos, limitações e preferências. Segundo a professora, quando uma pessoa se conhece, passa a respeitar melhor a si mesma e, por consequência, o outro. Ao mesmo tempo, não se deixa explorar, pois sabe até onde vão seus direito…

RESOLUÇÃO DO CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CNAS Nº 33 DE 28.11.2011 D.O.U.: 29.11.2011

Define a Promoção da Integração ao Mercado de Trabalho no campo da assistência social e estabelece seus requisitos. O Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), em reunião ordinária realizada nos dias 23 e 24 de novembro de 2011, no uso da competência que lhe conferem os incisos II, V, IX e XIV do artigo18 da Lei nº 8.742, de 7 de dezembro de 1993 - Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS); Considerando a Lei Orgânica da Assistência Social - Lei nº 8.742 de 7 de dezembro de 1993, com última alteração dada pela Lei nº 12.435/2011, que em seu art. 2º, inciso I, alínea c, estabelece a Integração ao Mercado de Trabalho como um dos objetivos da assistência social; Considerando a Resolução CNAS nº 145, de 15 de outubro de 2004, que aprova a Política Nacional de Assistência Social - PNAS; Considerando a Resolução CNAS nº 130, de 15 de julho de 2005, que aprova a Norma Operacional Básica do Sistema Único de Assistência Social - NOB/SUAS; Considerando a Resolução CNAS nº 269, de 13 de novembr…

DebatendoNatal - Ciclo de discussões abertas sobre a capital potiguar em 2012

Os Diálogos Criativos em parceria com o movimento Nossa Natal realizarão no primeiro semestre de 2012 o #DebatendoNatal - Ciclo de discussões abertas a tod@s para debater de forma livre e apartidária os principais problemas da capital potiguar identificados pela própria sociedade e formular propostas para os candidatos à Prefeitura e à Câmara Municipal nas eleições de 2012. Os encontros acontecerão nas seguintes datas: 25 de abril de 2012 23 de maio de 2012 27 de junho de 2012 Os temas a serem debatidos serão escolhidos pelos próprios interessados em participar dos encontros, através de uma discussão pública que abriremos nas redes sociais no início de 2012. Acompanhem os Diálogos Criativos e participem da discussão pública, horizontal e aberta sobre a nossa cidade! POSTADO POR ANTONINO CONDORELLIÀS 08:59

RN GANHA PROGRAMA NACIONAL DE AGENTES DE LEITURA → ASSÚ RECEBE PROJETO “UM PIANO PELA ESTRADA 2011″, COM O PIANISTA ARTHUR MOREIRA LIMA

Imagem
A música clássica ao alcance de todos. Esse é o ideal do projeto “Um Piano pela Estrada”, que leva o pianista Arthur Moreira Lima e seu Caminhão-teatro para todo e qualquer lugar do país. Nesta terça-feira, 13, às 19h30, será a vez do Assú contemplar a apresentação do renomado pianista no anfiteatro Arcelino Costa Leitão, da praça São João Batista.. O objetivo é levar música, universal e brasileira, a uma população que dificilmente teria acesso a esse tipo de manifestação. Com aprovação do Ministério da Cultura, através da Lei de Incentivo a Cultura, o projeto tem patrocínio da Petrobras, Caixa Econômica Federal, Thyssenkrupp, Poupex e do Governo do Estado. A apresentação em Assú faz parte do roteiro “Brasil Sertões 2″, formado por cerca de 60 concertos nos estados do Centro Oeste, Nordeste e Norte. O concerto tem cerca de 1h30 de duração. No repertório, o pianista mescla música clássica universal a clássicos da MPB, interpretando Bach, Beethoven, Chopin, Mozart e Villa-Lobos; e os inte…

Projeto sobre literatura trabalha a autoestima de alunos do ensino fundamental em São Paulo

São Paulo - Um jeito lúdico de ensinar literatura está mudando para melhor a vida de muitos estudantes de escolas públicas na zona leste da cidade de São Paulo. A Academia Estudantil de Letras (AEL) é uma estratégia pedagógica que tem dado tão certo que começa a ser levada agora para cidades vizinhas e já atravessou a divisa do estado.
Inspirada na Academia Brasileira de Letras, a AEL foi criada, em 2005, na Escola Municipal Padre Antônio Vieira, no Jardim Nordeste, na região de Artur Alvim, bairro da zona leste da capital paulista, onde 18 escolas da rede municipal de ensino fundamental já contam com a metodologia. Nessas instituições 85 estudantes fazem parte de 61 cadeiras literárias.
Uma unidade da academia já foi implantada, inclusive, no Rio Grande do Norte, disse a idealizadora do projeto, Maria Sueli Fonseca Gonçalves, atual assistente técnica de Educação da Diretoria Regional de Educação, órgão da prefeitura de São Paulo.
Ela explicou que a ideia é despertar no aluno o intere…

UNESCO lidera nova iniciativa antibullying

A UNESCO lançou a primeira consulta internacional das Nações Unidas para lidar com o bullying contra alunos LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros), nas escolas e nas universidades
Estudos recentes, tais como o Discriminação em razão da Orientação Sexual e da Identidade de Gênero na Europa, do Conselho da Europa, identificaram atitudes homofóbicas e transfóbicas persistentes, em todo o mundo, o que deixa pessoas LGBT vulneráveis a taxas alarmantes de crimes de ódio, discriminação e violência por causa de sua orientação sexual.
Nos Estados Unidos, mais de 90% dos estudantes LGBT afirmam ter sido vítimas de assédio homofóbico; na Nova Zelândia, 98% das pessoas LGBT afirmam que já foram verbal ou fisicamente abusadas na escola. Essa violência homofóbica viola o direito dos jovens à educação e a ambientes de aprendizagem seguros.
Como resultado do estigma e da discriminação na escola, jovens submetidos a assédio homofóbico são mais propensos a abandonar os estudos. Também são mai…

Usuários vão avaliar qualidade das internações hospitalares Ministério da Saúde enviará cartas a casa dos pacientes, que analisarão a agilidade e a qualidade do atendimento e poderão denunciar irregularidades

O Ministério da Saúde lançou nesta quarta-feira (30) uma nova ferramenta de ouvidoria para receber sugestões, críticas e até mesmo denúncias de usuários internados nos hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS). A partir de janeiro, todos os pacientes da rede hospitalar públicas receberão, em casa, uma carta-resposta para que avaliem o atendimento recebido.
A correspondência, enviada em uma parceria do ministério com os Correios, terá porte-pago, ou seja, seu retorno não terá nenhum custo para o usuário do SUS.
Ao receber a carta, o paciente poderá avaliar a qualidade e a agilidade do atendimento prestado e denunciar se foi vítima de algum abuso ou irregularidade, como a cobrança de procedimentos nos hospitais do SUS.
“Estamos criando mais este meio de comunicação entre o cidadão e o ministério, com a expectativa de usarmos o retorno dado pelos usuários para aperfeiçoar o atendimento”, destaca o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.
Em todo o país, o SUS interna cerca de um milhão de pesso…

RN derrapa na atenção à criança

Imagem
Brasília - O Rio Grande do Norte tem a maior taxa de abono escolar do ensino médio e, proporcionalmente, apresenta a maior taxa de denúncias de violência sexual infantojuvenil nos estados do semiárido nordestino. No caso da evasão, a taxa é de 21,8%, ante 19,3% de Alagoas e de 17,3 do Piauí. Nas denúncias via Disque 100, a taxa é de 22,43  por grupo de 100 mil habitantes. Os números constam do relatório "O Direito de Ser Adolescente: Oportunidade para reduzir vulnerabilidades e superar desigualdades", divulgado ontem pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).
Fabio Rodrigues PozzebomabrNa apresentação do relatório, Marie-Pierre Poirier, do Unicef, lembra que o principal desafio hoje é quebrar o ciclo da pobreza
Apesar dos problemas, o levantamento constata que oito de dez indicadores analisados tiveram entre 2004 e 2009 uma expressiva melhora, como a redução do analfabetismo e do número de adolescentes que trabalham. Para o Unicef, é preciso colocar em prática no P…