Postagens

Literatura ganha força com produção de conteúdo pela Internet

Imagem
Bel Rodrigues tem um canal no YouTube que discute literatura e criminalidade | Foto: Reprodução / Instagram / CP No Youtube, diversos booktubers aprofundam interesse nos livros
Um livro faz com que o leitor viaje com uma história, se emocione, dê risada e tenha sentimentos pelos personagens. Quando terminada a leitura, muita gente corre até um amigo ou parente, que também tenha lido, para trocar ideia sobre o assunto. É muito gostoso para o leitor ter outras pessoas que também tenham lido o livro e comentem as histórias, entrando ainda mais no universo lúdico da literatura, que muitas vezes atravessam gerações. Afinal, até hoje todo mundo que conhece Dom Casmurro tem a sua opinião sobre a famosa pergunta: Capitu traiu ou não Bentinho?Hoje em dia, com as redes sociais, viajar no universo da literatura ficou ainda mais fácil. Amanda Bormida, criadora do Instagram @estanteaoluar, faz resumos de livros no perfil e conta que começou o projeto pois não tinha muitas pessoas para compartilhar i…

MEC diz que resultado do Sisu sairá amanhã

Imagem
Mais de 800 mil candidatos disputam 51.924 mil vagas Em todo país, mais de 814 mil estudantes estão na expectativa pelo resultado da primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que sai amanhã (14). Segundo o Ministério da Educação (MEC), mais de 50% desses estudantes - 424.991 mil - disputam 51.924 mil vagas ofertadas em 57 instituições públicas de educação superior do país. O período para matrícula da chamada regular será de 16 a 21 de julho.Pela primeira vez, além dos cursos de graduação presenciais, o Sisu vai ofertar vagas na modalidade a distância (EaD). Além de terem feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019, os interessados não podem ter zerado a redação. Estudantes que fizeram o exame na condição de treineiros também não podem participar.SeleçãoSegundo o Ministério da Educação, o Sisu foi desenvolvido para selecionar os candidatos às vagas das instituições públicas de ensino superior que usarão a nota do Enem como única fase de seu processo seletivo.De …

Ensino híbrido: o que é e como pode ser usado na escola

Imagem
O modelo de ensino tradicional nas escolas é criticado há anos por diversos especialistas na área, seja pelas metodologias aplicadas (que são sempre as mesmas), seja por incentivar os alunos a decorar matérias em vez de fazê-los entender todo o contexto das disciplinas. Por isso, novas formas de trabalhar o aprendizado em sala de aula têm sido utilizadas. Uma delas é o ensino híbrido.Essas metodologias podem potencializar o aprendizado dos alunos, além de gerar um diferencial competitivo. Incentivar uma maior flexibilidade de ambientes e de horários para estudar, por exemplo, capacita a pessoa a aprimorar sua disciplina e aumentar seu rendimento e sua produtividade.Neste post, vamos mostrar o que é o ensino híbrido e como ele pode ser usado nas escolas. Confira!O que é ensino híbrido?O ensino híbrido é uma das maiores tendências da educação no século XXI. Essa nova metodologia tem como objetivo aliar métodos de aprendizado online e presencial. Atualmente, vivemos em uma época na qual …

Diferentes gerações buscam música e podcasts pelo bem-estar

Imagem
Pesquisa da Deezer ouviu 11 mil pessoas, entre elas duas mil no Brasil (Foto: Elice Moore / Unsplash)
Uma pesquisa realizada pela Deezer analisou como diferentes gerações estão se sentindo durante a quarentena na pandemia.Foram ouvidas 11 mil pessoas nos páises França, Alemanha, Egito, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, EUA, Reino Unido e Brasil, que teve 2 mil respondentes.No Brasil, tem predominado a sensação de ansiedade. Em todas as gerações, o sentimento tem mais do que o dobro de respostas em relação ao segundo colocado, que é o otimismo. Entre os Millennials, 42,4% afirmaram estar ansiosos e 8,2% otimistas. Na Geração Z, esse índice é de 37,2% e 7%, respectivamente, e para os Baby Boomers de 43% e 24%.A pesquisa aponta que para ajudar a superar os sentimentos de ansiedade e melhorar o humor, os brasileiros têm buscado por conteúdos que os ajudem a se manter positivos, como músicas motivacionais e podcasts de autoajuda: Millennials (63,3%), Geração Z (59,7%) e Baby Boomers (…

Empresa paulista desenvolve tecido capaz de eliminar o novo coronavírus por contato

Imagem
Em testes de laboratório, material inativou em dois minutos 99,9% da quantidade de SARS-CoV-2; tecnologia desenvolvida por startup apoiada pelo PIPE-FAPESP será usada na produção de máscaras de proteção e roupas hospitalares (imagem: Nanox/divulgação)
Pesquisadores da empresa paulista Nanox, apoiada pelo Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), desenvolveram um tecido com micropartículas de prata na superfície que demonstrou ser capaz de inativar o coronavírus SARS-CoV-2.
Em testes de laboratório, o material foi capaz de eliminar 99,9% da quantidade do vírus após dois minutos de contato.
O desenvolvimento do material teve a colaboração de pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP), da Universitat Jaume I, da Espanha, e do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) – um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) apoiados pela FAPESP.
“Já entramos com o pedido de depósito de patente da tecnologia e …

Inscrição para o Sisu é adiada e vai de 7 a 10 de julho

Imagem
As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do segundo semestre de 2020, previstas para 16 a 19 de junho, foram prorrogadas para 7 a 10 de julho. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, no Twitter. O edital será publicado nos próximos dias no Diário Oficial da UniãoAbraham Weintraub ✔@AbrahamWeint As inscrições para o Sisu do segundo semestre vão de 7 a 10 de julho. O edital será publicado nos próximos dias no Diário Oficial da União. Até o momento, as instituições públicas já disponibilizaram 51 mil vagas (nº pode subir). Novidade: haverá oferta em cursos a distância.

Como vai funcionar o Currents, a nova rede social do Google

Imagem
Você usava o Google+? Pois é, nós também não. A rede social, criada em 2011, tentou competir com Twitter e Facebook – e nunca vingou. Oito anos depois, em 2019, ela praticamente foi extinta, e única coisa que ainda funcionava por lá era uma versão corporativa, usada por empresas como ambiente de trabalho para suas equipes.Na última semana, o Google decretou oficialmente o fim da rede. Ela dará lugar ao Currents, que pretende rivalizar com plataformas como o Slack e o Microsoft Teams, cuja adoção tem sido cada vez maior por conta do trabalho remoto da quarentena. Elas são basicamente um escritório virtual, onde todos os funcionários de uma equipe podem interagir à distância.O antigo Google+ ficará disponível até 6 de julho para quem usa o G Suite – um pacote pago com versões corporativas dos serviços do Google, como Gmail, Drive, Planilhas e Apresentações (e que também pode ser usado por instituições de ensino, com o G Suite for Education). Depois, será trocado automaticamente pelo Cur…