SEMINÁRIO N/NE DE JUSTIÇA JUVENIL RESTAURATIVA

O I Seminário Norte e Nordeste de Justiça Juvenil Restaurativa, Mediação e Cultura de Paz é fruto de um compromisso assumido pela Terre des hommes – ajuda à infância (Tdh) de colaborar para a promoção de uma justiça juvenil mais educativa que repressiva, trabalhando com as autoridades nacionais, estaduais e municipais para adequação das leis ao respeito e dignidade das crianças e adolescentes, tal como preconizado nas normativas internacionais.
 
Para isto, Tdh compreende como sendo fundamental realizar eventos de sensibilização e formação de profissionais que atuam no Sistema de Justiça e na defesa dos direitos de crianças e adolescentes. Acreditando que a construção coletiva é o melhor caminho para se atingir os objetivos, desde o início do segundo semestre, Tdh tem se articulado com diferentes entidades para viabilizar este Seminário.


Integram a comissão organizadora do evento representantes do Sistema de Justiça Juvenil e Proteção a crianças e adolescentes, como Tdh, Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, Secretaria da Justiça e Cidadania, Defensoria Pública, Ministério Público Estadual (por meio do Centro de Apoio Operacional à Infância e Juventude – Caopij e Coordenação dos Núcleos de Mediação Comunitária) , que conta com o apoio do Mestrado Profissional em Políticas Públicas e Sociedade/UECE.



O Seminário será realizado nos dias 10 e 11 de novembro de 2011, na sede da Defensoria Pública Geral do Estado (avenida Pinto Madeira, 1111, Luciano Cavalcante).


O evento é voltado para a temática Justiça Juvenil Restaurativa e para a cultura de paz, buscando sensibilizar a sociedade em geral, em especial, os atores do sistema de Justiça Juvenil, possibilitando o intercâmbio de experiências nessa área, incidindo para a promoção de uma cultura de paz, envolvendo diferentes setores da sociedade para, juntos, debater a resolução de conflitos por vias alternativas à jurisdição.


O Seminário contará com a participação de especialistas em Justiça Juvenil Restaurativa, em mediação de conflitos, que contribuirão para o debate aprofundado sobre o tema.


O desafio colocado é o de se promover novos modelos para o enfrentamento de conflitos sociais, bem como o de incentivar uma justiça comprometida com os desejos da comunidade sob a perspectiva da emancipação social e distinta da cultura jurídica difundida atualmente, que dá pouca ou nenhuma atenção às demandas sociais e coletivas.
 
http://www.seminariojusticajuvenil.org/site/index.php/sobre-o-evento
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Atividades que estimulam a aprendizagem

Bolsa de couro de pirarucu da Osklen ganha selo de sustentabilidade internacional

Mergulhador encontra bomba da 2ª Guerra em praia de Fortaleza