Mapa-múndi ensina a maneira correta de pronunciar idiomas de acordo com a região de cada país

 Foto: A2img / Alexandre Carvalho
Se você já viajou para fora da sua cidade, com certeza deve se lembrar as diferentes maneiras que existem para se falar o português do Brasil. A essas diferenças damos o nome de sotaque. Cada região tem sua forma peculiar de falar, em alguns lugares se puxa o R, como no interior de São Paulo, em outros o S, como no Rio de Janeiro, em algumas áreas se fala bastante rápido, no Ceará, por exemplo, em outras se fala bastante devagar, como na Bahia. Em outros casos, as diferenças estão nas expressões usadas e, por isso, mesmo dentro do nosso próprio país, vez ou outra, fica difícil entender o que as pessoas estão falando. Ainda mais no Brasil, que tem dimensões continentais.
Pensando em facilitar a compreensão dos sotaques, David Ding, ex-engenheiro de softwares da Microsoft, criou o Localingual, um mapa interativo online no qual é possível ouvir trechos de falas de pessoas de diversas regiões do globo. Clique aqui e veja o mapa interativo.
Com ele é possível ouvir não só as diferenças entre o português de um gaúcho e de um paraibano, mas também entre um falante de francês de Paris ou de Québec, no Canadá, por exemplo.
O site mostra um mapa-múndi com todos os países. Conforme se dá um zoom na imagem, as divisões administrativas internas — Estados, no caso do Brasil —, assim como algumas das principais cidades, são destacadas. Ao clicar nelas é possível ouvir o som de vozes locais. Do lado esquerdo da tela, clique no botão “listen to voices from this region” e uma aba com diversas frases se abrirá. Aperte nas carinhas (de homem ou mulher) que aparecem e ouça o som das vozes locais.
O site foi ao ar no início de 2017, e as gravações são enviadas por voluntários. Por isso, mesmo com mais de 18 mil diferentes gravações, ainda há diversos locais com poucos ou nenhum exemplo de falas.
Segundo o criador do Localingual, o objetivo é fazer com que o site, que é mantido à base de doações, se transforme em uma “Wikipédia das línguas e dialetos”, que poderia ser consultada por qualquer interessado em aprender a pronunciar as palavras de acordo com a região do globo.

Por Secretaria de Educação de SP
  • Foto: A2img / Diogo Moreira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A água do mar e seus benefícios para a saúde

90% dos trabalhadores querem trocar de emprego, aponta pesquisa

Curiosidades: Ano Bissexto