Nova espécie de cobra é batizada em homenagem a Salazar Sonserina

A cobra, que vive no norte da Índia, ganhou o nome não só porque os cientistas são fãs da saga de Harry Potter, mas também para chamar a atenção do público leigo para a biodiversidade.

















(Aamod Zambre e Chintan Seth/Eaglenest Biodiversity Project/Divulgação)
Quem nunca pensou em batizar o bichinho de estimação em homenagem a algum personagem da ficção? O mesmo acontece com os pesquisadores – a diferença é que eles têm a honra de fazer isso com espécies recém-descobertas. Uma serpente verde encontrada no norte da Índia acaba de receber seu nome oficial: Trimeresurus salazar, em homenagem a um personagem do universo de Harry Potter.
Os pesquisadores não escondem de onde veio a inspiração: “O nome faz referência a um personagem ficcional criado por J.K. Rowling, cofundador da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, Salazar Sonserina”, dizem os autores no artigo científico, publicado no períodico especializado Zoosystemathics and Evolution.
Não tinha nome mais adequado. Na série de livros, Salazar Sonserina é o patrono da casa comunal Sonserina, representada por uma serpente e pela cor verde. Assim como Harry e Voldemort, Salazar era ofidioglota, ou seja, tinha a capacidade de falar a língua das cobras.
A nova espécie, mais conhecida como “víbora de Salazar” é a segunda descoberta em de uma pesquisa conduzida nas florestas de Arunachal Com uma cor tão chamativa e vibrante, é de se estranhar que a víbora não tivesse sido descoberta até agora. Há dois motivos para essa discrição toda. A biodiversidade da região, apesar de muito rica, ainda não havia sido mapeada com detalhes (ou seja: muita gente já viu a cobra, mas não sabia que ela era desconhecida dos biólogos). Além disso, a cobra se parece muito com outras espécies do gênero Trimeresurus – que também são da mesma cor –, o que faz com que algumas passem despercebidas.
Algumas características diferenciam ela de suas parentes, como o número de dentes, uma listra laranja nas costas dos machos e o formato dos dois pênis (sim, as cobras possuem dois). Mas a confirmação de que a víbora de Salazar se tratava de uma nova espécie só veio depois de uma análise de DNA.
Ela não é a primeira a ser batizada em homenagem a Harry Potter. Em 2014, uma vespa recebeu o nome de Ampulex dementor – uma referência aos dementadores, criaturas nem um pouco simpáticas que guardam a prisão de Azkaban, onde o personagem Sirius Black ficou detido injustamente. 
Dois anos depois, uma aranha foi chamada de Eriovixia gryffindori, em homenagem a Godric Gryffindor, outro cofundador de Hogwarts, o patrono da casa Grifinória. O motivo foi claro: o animal tem o formato do chapéu seletor, artefato mágico falante que escolhe por qual das casas cada estudante será acolhido.
A homenagem à saga não é o único motivo que levou os pesquisadores a escolherem o nome. A ideia é chamar a atenção da mídia e da população para a grande biodiversidade do norte da Índia. Ela ainda é pouco estudada pela ciência, mas já está ameaçada devido à atividade humana no local. Os principais problemas são agropecuária e construção de hidroelétricas.
Por Maria Clara Rossini/Superinteressante

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mergulhador encontra bomba da 2ª Guerra em praia de Fortaleza

Mundo da Lua’, ‘Castelo Rá-Tim-Bum’… TV Cultura libera programas clássicos no Youtube

Bolsa de couro de pirarucu da Osklen ganha selo de sustentabilidade internacional