No Japão, pais lutam para que polícia aceite denúncia de bullying em Saitama


Os pais de um menino de 13 anos estão lutando para que a polícia da prefeitura de Saitama admita uma denúncia por bullying que foi rejeitada várias vezes, revelou o jornal Mainichi. De acordo com a versão da mãe, seu filho, que estudava numa escola da cidade de Tama, começou a ser maltratado em abril do ano passado quando lavaram seu cabelo com sabonete e foi despido.
Em janeiro deste ano, conforme a mãe, o garoto foi levado ao hospital inconsciente depois que outro estudante trombou sua cabeça contra um muro. Além de ter uma costela quebrada, foi diagnosticado com stress pós-traumático. No fim de março, se transferiu para outra escola.
Os pais da vítima foram até a delegacia de Higashimurayama para denunciar o caso, mas a polícia rejeitou a queixa argumentando que não poderia aceitar porque o agressor tem 12 anos. Se a polícia voltar a rejeitar o pedido, os pais pretendem entrar com ação judicial.
O diretor da escola onde a vítima estudava declarou que lhe pediram a saída do aluno que exercia o bullying e isso foi feito em janeiro deste ano.
Por ipcdigital.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A água do mar e seus benefícios para a saúde

90% dos trabalhadores querem trocar de emprego, aponta pesquisa

Curiosidades: Ano Bissexto