Artista expõe mostra que trata de violência contra mulher e reação, em Florianópolis

Esta é a primeira mostra individual de Nycolle Corrêa, 22, que está terminando o curso de artes visuais na Udesc
Nycolle Corrêa define o trabalho que inclui foto, instalação, objetos e costuras como um processo de “busca  e cura” - Divulgação/ND



Nycolle Corrêa define o trabalho que inclui foto, instalação, objetos e costuras como um processo de “busca e cura” - Divulgação/ND
Fotografia, instalação, foto performance, objetos e costuras que começam a ser expostos a partir de amanhã, na Galeria Municipal de Arte Pedro Paulo Vecchietti, em Florianópolis, são resultado de três anos de pesquisa da artista Nycolle Corrêa. “Onde te dói” trata ao mesmo de violência e reação, ou “um sussurro de resposta” com diz a própria artista.
A artista tenta falar da experiência de ser mulher e vivenciar a violência, o preconceito e a articular formas de resistência. Com a potência da autorepresentação e da foto performance, Nycolle se coloca como suporte do discurso solitário, mas muito comum a tantas mulheres.
Nycolle tem 22 anos e está finalizando o curso de artes visuais no Ceart/Udesc - Divulgação/ND
Para a curadora Lucila Horn, a exposição “é como um diário autorreferencial, um autorretrato que expõe as contradições, complexidades ou limites de ser. Ao encenar-se a si mesma, torna-se um eu expandido, como espaço de ficção e representação em que a coisa representada chama-se identidade”.
Nycolle tem 22 anos e está finalizando o curso de artes visuais no Ceart/Udesc, e essa é a sua primeira individual. Há dois anos, a artista faz consultorias individuais com Lucila Horn, que foi uma de suas professoras de fotografia na graduação. Foi a partir do diálogo com o fotógrafo Marcelo Greco e Lucila que esta etapa do trabalho se encerrou e agora é mostrada na Capital.

A estudante integra ainda o Nefa (Núcleo de Estudos em Fotografia e Arte), e participa da formação em fotografia como expressão com Greco, fez curso de ilustração. Em seu currículo de exposições, tem a coletiva “Imagens em Processo”, no Espaço Lindolf Bell (CIC), coletiva “Fique à vontade”, no MAC (RJ), coletiva “Desenho de Monstro”, no Museu da Escola Catarinense, em Florianópolis, entre outras.
Por REDAÇÃO ND, FLORIANÓPOLIS 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

90% dos trabalhadores querem trocar de emprego, aponta pesquisa

Curiosidades: Ano Bissexto

Técnica Pomodoro - o que é e como funciona