Plantas emitem sons quando estão estressadas

Tomateiro e planta de tabaco produzem ruídos de alta frequência quando são cortadas ou estão precisando de água

 (Supawat Kampanna / EyeEm/Getty Images)
Cuidar de plantas pode ser difícil. Muita gente acaba deixando várias delas morrerem por não saber exatamente o que precisam. Afinal de contas, as plantas não latem ou choram quando estão com sede. Mas têm seu jeito de avisar – nós é que não percebemos. Um estudo feito pela Universidade de Tel Aviv, em Israel, registrou sons emitidos por pés de tomate e tabaco quando eles eram submetidos à seca ou tinham um caule cortado. A frequência do som varia entre 20 e 100 KHz, o que pode ser percebido por alguns insetos. A audição humana, no entanto, não consegue detectar frequências acima de 20 KHz.
A equipe de pesquisadores posicionou microfones a dez centímetros de distância das plantas, que foram colocadas dentro de uma câmara acústica. Quando estavam desidratadas, as plantas de tomate emitiram cerca de 35 pequenos ruídos por hora, enquanto as de tabaco emitiram 11. Quando um dos caules era cortado, os pés de tomate “reclamavam” com 25 sons por hora, e os de tabaco com 15. As plantas que não foram submetidas a nenhum tipo de estresse emitiam menos de um som por hora.
A pesquisa também detectou diferenças entre os tipos de sons. As plantas de tabaco, por exemplo, emitem sons mais intensos quando estão com sede do que quando são cortadas. Os cientistas criaram um modelo de inteligência artificial que consegue identificar a razão do som emitido pela planta e distingui-lo de barulhos vindo de outras fontes, como vento ou chuva.
Por Maria Clara Rossini/Superinteressante

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mergulhador encontra bomba da 2ª Guerra em praia de Fortaleza

Mundo da Lua’, ‘Castelo Rá-Tim-Bum’… TV Cultura libera programas clássicos no Youtube

Bolsa de couro de pirarucu da Osklen ganha selo de sustentabilidade internacional