Pular para o conteúdo principal

Diferentes gerações buscam música e podcasts pelo bem-estar

Pesquisa da Deezer ouviu 11 mil pessoas, entre elas duas mil no Brasil (Foto: Elice Moore / Unsplash)

Uma pesquisa realizada pela Deezer analisou como diferentes gerações estão se sentindo durante a quarentena na pandemia.

Foram ouvidas 11 mil pessoas nos páises França, Alemanha, Egito, Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, EUA, Reino Unido e Brasil, que teve 2 mil respondentes.

No Brasil, tem predominado a sensação de ansiedade. Em todas as gerações, o sentimento tem mais do que o dobro de respostas em relação ao segundo colocado, que é o otimismo. Entre os Millennials, 42,4% afirmaram estar ansiosos e 8,2% otimistas. Na Geração Z, esse índice é de 37,2% e 7%, respectivamente, e para os Baby Boomers de 43% e 24%.

A pesquisa aponta que para ajudar a superar os sentimentos de ansiedade e melhorar o humor, os brasileiros têm buscado por conteúdos que os ajudem a se manter positivos, como músicas motivacionais e podcasts de autoajuda: Millennials (63,3%), Geração Z (59,7%) e Baby Boomers (54,8%).

A música também é uma forma de ajudar a melhorar o humor. Em se tratando do período das músicas mais ouvidas, a geração Z (71,5%) e os Millennials (60,12%) preferem os hits de 2020, enquanto os Baby Boomers (67,8%) destacam faixas da década de 1980.

Já os podcasts e programas de rádios são aproveitados para buscar um equilíbrio. Para 26,5% dos Baby Boomers, os podcasts ajudam a processar as emoções; para 33,6% dos Millennials e 34,5% da geração Z, eles ajudam na distração.

Já com o rádio, 37,3% dos Millennials acreditam que ajuda a melhorar o humor, para 32,3% da geração Z é uma forma de distração, e os Baby Boomers falam em distração (40,8%) e melhoria do humor (39%).


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A água do mar e seus benefícios para a saúde

Dicas de interações e brincadeiras com as crianças em tempos de quarentena!

Uma pequena amostra do meu livro...