Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

PRORROGADO PRAZO PARA ENVIO DE RESUMOS - ABRAPSO

Aos participantes do XVI Encontro Nacional da ABRAPSO
A Comissão Organizadora do Encontro, sensível aos apelos de Núcleos, Regionais, associados, simpatizantes e participantes, decidiu prorrogar o prazo para submissão de resumos. O novo prazo é 15 de agosto de 2011

Detalhes do evento no http://www.abrapso.org.br/

CONSULTA PÚBLICA

O Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) e da Mesa Nacional de Negociação Permanente do SUS (MNNP-SUS), reabriu prazo até o dia 20 de julho de 2011 para envio de sugestões da Consulta Pública nº 3, que trata do encaminhamento de contribuições visando ao aprimoramento da Minuta de Portaria que institui as Diretrizes da Política Nacional de Promoção da Saúde do Trabalhador do SUS, publicada no Diário Oficial da União nº 95, de 19 de maio de 2011, seção 1, página 81. Acesse a consulta pública no endereço: http://www.saude.gov.br/consultapublica, escolha a consulta, clique em contribuir e preencha o cadastro para fazer login e senha no sistema.

As diretrizes propostas requerem ampla divulgação a fim de que todos possam contribuir para o seu aperfeiçoamento. Após apreciação das contribuições advindas da consulta pública, as diretrizes serão repactuadas na MNNP-SUS e apresentadas à Comissão Intergestores Tripartite - CIT e ao Conselho…

Referendando...BARROSO, Geraldo (2008). Crise da escola ou na escola ? Uma análise da crise de sentido dos sistemas públicos de escolarização obrigatória. Revista Portuguesa de Educação. CIEEd – Universidade do Minho.

Barroso discute os significados atribuídos à crise da escola pública ao longo da História, ressaltando a importância dos diferentes contextos dentro do processo.           Desse modo, ele afirma que a crise da escola não pode ser entendida ou superada se a discussão acerca do assunto ficar restrita a própria escola. Compreender os fatores que contribuíram para o enfraquecimento das promessas da modernidade ou os efeitos da globalização econômica e cultural é essencial para situar a crise da escola contemporânea a partir dos processos históricos que a precederam.             O autor discute os impasses da universalização da escola, que ao tornar-se acessível a um número maior de pessoas, tornou visível o fracasso escolar que antes não era tão evidente. Parte daí grandes questionamentos para entender qual a causa de tamanho fracasso. Barroso sugere a mudança do público alvo como causa importante, tendo em vista que a escola estava preparada para atender aos setores privilegiados da socie…

BULLYING NA ESCOLA: COMO FICA A APRENDIZAGEM?

Discutir o insucesso escolar a primeira vista parece voltar a um tema debatido exaustivamente, no entanto, diferentes variáveis podem contribuirpara desencadear dificuldades de aprendizagem. Procurar identificar a causa e reverter o processo, exige uma articulação que ultrapassa as paredes da sala de aula e apresenta um universo de sentimentos e atores nem sempre reconhecidos como protagonistas do drama que acomete grande número de alunos. A aprendizagem só acontece de fato quando o sujeito é compreendido em sua totalidade. Ter as bases biológicas adequadas, por si só não é garantia de que o aluno irá aprender. Ele só passará a construir significados e dar sentido ao que aprende na medida em que compreender a importância que terá para a sua vida, aquilo que está aprendendo. Desse modo, irá despertar o desejo pela aprendizagem e a partir daí passará a assimilar os conteúdos. Pode-se afirmar que a criança aprende através da imagem de si mesma que recebe do outro. Quando essa imagem é com…

QUARTA-FEIRA, 22 DE JUNHO, OS DIÁLOGOS CRIATIVOS ENCERRAM A ATUAL TEMPORADA COM UM ENCONTRO-SHOW SOBRE A GÊNESE DO ROCK

Imagem
Imagem

Referendando...ESTEVE, José M. Mudanças sociais e função docente. In Nóvoa, A. Profissão professor. Porto: Porto Editora,1995.

O trabalho de Esteve procura situar os professores no processo histórico que causou toda a transformação do sistema educativo da atualidade, possibilitando-lhes uma reflexão acerca da sua prática frente a nova realidade que se impõe. Desse modo, o autor faz uma análise sobre a passagem de um sistema de ensino que atendia exclusivamente a elite, com um público relativamente homogêneo,para um sistema massificado que apresenta um universo completamente diverso, onde situações complexas passam a fazer parte do cotidiano escolar . Esteve explica que tais mudanças têm provocado nos professores o que ficou conhecido como mal-estar docente. A sociedade parece acreditar que cabe ao professor oferecer todas as respostas para enfrentar as dificuldades que surgem em razão das transformações. Como resultado de tantas cobranças esse profissional vem se frustrando e desenvolvendo seu trabalho de modo sofrível. O autor discute doze elementos como fatores que são indicadores básicos das mudanças na área …

Um pouco de humor para animar o dia...

Imagem
Imagem

EXPOSIÇÃO - RETRATOS DA INFÂNCIA :contextos de desenvolvimento presentes nas expressões artísticas (cinema, música, literatura, poesia, artes plásticas e escultura)

Data: 17.06.11-Horário: das 8h00 as 12h00 Abertura: 8h00 – Projeção do Documentário “Vida Maria” Local: Auditório do Laboratório de Psicologia – Setor Verde Coordenação: Profa. Rosângela Francischini



Referendando...PERRENOUD, PHILIPPE. A pedagogia na escola das diferenças: fragmentos de uma sociologia do fracasso. Porto Alegre; Artmed, 2001; 2ª edição.

A obra de Perrenoud trata dos diferentes aspectos a serem considerados na problemática do fracasso escolar, abordando a dificuldade do sistema escolar em respeitar a heterogeneidade dos alunos como principal causa e analisando de modo crítico o papel de todos os atores envolvidos e sobretudo de quem o autor afirma ter fundamental importância nessa discussão: o professor. O autor discute a diferenciação entre os alunos citando Bourdieu quando trata da bagagem cultural que cada indivíduo traz e como essa diferença poderá familiarizar ou exilar o aluno em função do que cada um apreendeu ao longo de sua vida,analisando os vários aspectos que permeiam a questão. Tratar os alunos como iguais em direitos e deveres , quando na realidade é evidente que são muitas as diferenças entre eles, acaba por favorecer uma parte deles em detrimento dos demais. O que traz à tona a discussão de que a diferenciação poderá beneficiar as elites, dependendo do modo como o profissional desenvolva a sua prática.P…

REFERENDANDO....

A cada semana dividirei com vocês uma resenha crítica de um livro, artigo ou texto acerca de temas inerentes ao blog. Oferecendo assim referências bibliográficas que certamente poderão contribuir para potencializar novas discussões.

Fenômeno do bullying: repercussões e desdobramentos dos Diálogos Criativos

Retransmitimos um texto de Anderson Soares - historiador, educador e psicopedagogo - sobre o fenômeno do bullying, provocado pelas intervenções do professor Herculano Campos e da pesquisadora de pós-graduação Maria Aparecida Cunha durante o encontro dos Diálogos Criativos do dia 11 de maio. Fenômeno do bullying esscolar: reflexo da sociedade da intolerância Por Anderson Soares A exacerbação das conseqüências das mudanças e transformações, resultantes no século XXI, tem se refletido de forma impactante nos ambientes escolares e uma delas é a intensificação da intolerância às diferenças, que neste momento tem gerado reflexões de educadores, psicólogos, sociólogos, etc. As transformações sócio-econômicas e principalmente comportamentais trazem imensos desafios para os ambientes escolares, que parecem impotentes diante do anúncio de uma nova e complexa sociabilidade da qual os modelos tradicionais de educação não estão dando conta. Os pais dos alunos também parecem desorient…

PARABÉNS À VITÓRIA DA CHAPA 2 DO CCHLA!

Imagem
Os professores Herculano Campos e Graça Soares da chapa 2 – Diálogo e Transparência – foram eleitos diretor e vice-diretora, respectivamente, do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes da UFRN. A votação ocorreu ontem, dia 1º de junho, das 8 às 21 horas e a apuração começou por volta de 21:30.

No resultado final, Herculano e Graça obtiveram 51,82% dos votos válidos contra 32,13% de Alípio e Durval (chapa 1) e 16,04% de Renata e Alex (chapa 3). Entre os professores a Chapa 2 obteve 156 votos contra 48 da chapa 1 e 38 da chapa 3. Entre os técnicos administrativos foram 39 contra 37 da chapa 1 e 15 da chapa 3. Entre os estudantes 643 votaram na chapa dois, 675 na chapa um e 247 na chapa três.

Dos 5.616 estudantes, professores e técnicos administrativos do CCHLA aptos a votar, 1.874 compareceram às urnas. Do universo de 5.238 estudantes, apenas 1.534 participaram do pleito. Dos 275 docentes, 245 votaram e dos 103 técnicos administrativos 95. Diante disso, o peso real dos …

Encontro: BULLYING NA ESCOLA: QUEBRANDO O SILÊNCIO. Facilitadores: Herculano Campos e Aparecida Cunha

Imagem
Diálogos Criativos Encontros filosófico-poético-artístico-ecológico-psicosociopolítico-lúdico-científico-estético-espirituais... Um espaço para dialogar de forma aberta e criativa e trocar idéias, impressões, intuições, experiências, para construir coletivamente novos olhares... Acima de tudo, um espaço para compartilhar bons momentos de livre pensar em Natal, Rio Grande do Norte, na esquina do Brasil. sexta-feira, 13 de maio de 2011
Fotos do encontro de 11 de Maio - BULLYING NA ESCOLA: QUEBRANDO O SILÊNCIO Grande participação de público e uma intensa, profunda e proveitosa discussão - que se estendeu até o Auditório da Livraria Siciliano fechar - caracterizaram nosso último encontro, BULLYING NA ESCOLA: QUEBRANDO O SILÊNCIO.

Parabéns à mesa e muito obrigado a tod@s que participaram!



Postado por Antonino Condorelli às 18:53

Imagem
Imagem